Sigo palavras e busco estrelas.

MAS… O CÉU PODE ESPERAR…

MAS… O CÉU PODE ESPERAR… 

 

Com a delicadeza de Tua mão

Nas Tuas mãos

Com a mão na minha consciência

Consciente dos meus actos

Parcos e isolados

Eu me denuncio

Eu me fortaleço

E cresço

Eu me alindo

E deslindo…

 

Quem me dera ser

Um pedaço de céu!

 

Mas o céu pode esperar… 

 

Espera!

 

Devolve-me o meu sorriso

Toca-me ao menos ao de leve

No meu movimento, no rosto

E leva para longe

Esta incerteza…

Este meu desgosto! 

 

Vem!

Sopra sobre mim! 

 

Pesadas estão as minhas mãos

Que não desarmam

Baralham-se

Confundem-se

Desalinham-se

Desarticulam-se

 

Que se cuide a natureza

Que me deu este estar

Pois a irei combater

Para ser

 

E o céu pode esperar 

 

Que Te importa que continue

Qual o mal que isso Te trás?

Traz-me vivo na esperança

Eis a Tua fortaleza

Que aliada à minha fraqueza

Me renova

E cresço

Eu me alindo

E deslindo

Quem me dera ser

Quem sempre quis ser

O céu pode ir indo

Indo para onde quiser

Que espere, pois não estou preparado!

 

 

Coloca as Tuas mãos nos meus cabelos

E deixa-me de novo sorrir.

 

Rogério Simões

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s